Friday, August 23, 2013

Voe com a física

Esse foi o nome do curso que fez com que eu saísse de casa para Brasília sozinha, sem um dos meus pais, pela primeira vez, aos 15 anos.

Talvez pareça até ridículo pensar nisso, mas aos 15 anos eu nunca tinha pegado um ônibus sozinha, acho que nem mesmo um circular dentro da cidade. Eu fazia sozinha coisas muito mais perigosas que essa, como ir à escola, que ficava num bairro super violento e afastado da civilização, e ficar na escola, que eu acho que era muito mais perigoso que o caminho. Mas nunca tinha ido sem meus pais à Brasília.
Pois bem. Um belo dia, o professor de física entrou na sala com um papel azul na mão, onde se liam propostas de cursos de física, química e biologia gratuitos oferecidos pela Unb para alunos do ensino médio.

Escolhi um curso que prometia ensinar porque os aviões voavam, porque os pássaros voavam, porque o superman voava, como faziam pra voar.


O curso seria ministrado em 2 sábados durante a tarde. Eu, que nunca tinha saído sem meus pais, vi ali não uma só uma oportunidade de aprendizado, mas também de diversão.

Pedi permissão pro meu pai - que milagrosamente a deu - e chamei todas as minhas duas amigas para fazerem o curso comigo, mas só uma se interessou. Ligamos, nos inscrevemos e eu passei o resto do tempo todo planejando que roupa eu ia usar, e sonhando com a hora em que eu finalmente iria sair sozinha pra ir à Brasília com minha amiga.

E finalmente chegou o tão esperado sábado! Meu pai me deu R$ 20,00 e foi  me deixar na parada, onde encontramos minha amiga aos beijos com o namorado dela. (Isso nem era pra fazer parte da história, mas me lembrei que isso rendeu meses de encheção de saco do meu pai, que achava que eu não devia andar com meninas que beijavam, ou eu logo estaria assim:


O ônibus chegou - LOTADO! - e lá fomos nós duas. Perdemos a parada onde devíamos descer, descemos na próxima e... ficamos perdidas! Nós simplesmente nunca tínhamos andado em BSB sozinhas, então não fazíamos ideia de pra onde tínhamos que ir. Sorte que o curso começava às 13h e ainda eram 11h.

O plano era simples: perguntar onde ficava a Unb pra alguém que estivesse passando e seguir a direção informada. Só que a gente não se contentou em continuar andando quando o caminho indicado pelo lobo mau primeiro desconhecido não nos fez chegar rapidamente ao nosso objetivo. Daí perguntamos pra outra pessoa, que nos indicou a direção contrária à que estávamos indo. Meia volta. Mais um tempão andando, nada. Perguntamos de novo, "é pra lá", fomos andando, "é pra cá", "é pra ali", "é pra acolá!".

Resultado: chegamos na Unb 12h45, mortinhas da silva.

Não sei dizer como foi o curso na época, mas não me perguntem como ou por que os aviões voam, pois eu não sei! Mas eu sei porque o super homem voa:


7 comments:

  1. Putz,eu já me perdi em BSB tb...

    ReplyDelete
  2. hahaahahahaha

    "pegue uma capa... Voe!"

    hahahahhahahaa

    ReplyDelete
  3. vc aprendeu a lição mais importante: nao confie em estranhos...kkkk

    Ainda bem que o seu pai nao achou que vc tb estava lá naquela parada só pra beijar. Minha mae com certeza acharia isso. Que o meu beijoqueiro estava pra chegar e que não tinha curso de fisica nenhum!

    ReplyDelete
  4. Adorei a resposta sobre o superman :B HAHA

    ReplyDelete
  5. Só prá constar , PRÁ QUE LADO É BERTIOGA ???? kkkk Será que se eu comprar uma capa como a do Superman eu acho o caminho ???? kkkk Amei esse post !

    ReplyDelete
  6. Nunca fui a BSB tbm! Estou pensando em ir pra um show de rock em outubro. Bora???
    Ou para pelo menos dar umas voltinhas pela cidade de dia. Que tal?

    ReplyDelete
  7. Nada como descobrir o mundo... e todas as pessoas idiotas que vivem nele dando informações que não sabem...
    Essa figurinha ai é ótima pra explicar para crianças pentelhas como ficarem quietas..hehehehe

    ReplyDelete